Estudante sergipano é parlamentar por uma semana no Congresso em Brasília

Wagner dos Santos Almeida,está em Brasília para participar do Programa Parlamentar Jovem Brasileiro.

Durante esta semana, o estudante Wagner dos Santos Almeida, do Colégio Estadual Tobias Barreto, em Aracaju, está em Brasília para participar do Programa Parlamentar Jovem Brasileiro. Ele embarcou para a capital federal no último domingo, 30, com a coordenadora do programa em Sergipe. O estudante ficou em primeiro lugar em uma seleção estadual com outros alunos do estado.

Junto de outros estudantes de diversos estados do país, Wagner dos Santos vai participar de atividades na Câmara dos Deputados. Os jovens parlamentares vão ter a oportunidade de formar partidos políticos e comissões para simular a tramitação de projetos de lei. Além disso, os estudantes também vão conhecer como funciona a parte administrativa do Congresso Nacional.

A iniciativa do programa é da Câmara dos Deputados que seleciona estudantes do ensino médio de todo o Brasil para conhecer a rotina de um deputado federal. Podem participar alunos de escolas públicas e particulares entre 16 e 22 anos de idade e que estejam matriculados no 2º ou 3º ano do ensino médio ou nos 3 últimos anos do ensino médio técnico. O número de estudantes selecionados é proporcional ao número de habitantes, como acontece nas eleições oficiais.

 

Parlamentar por um dia

Com o objetivo semelhante, a Alese retoma nos próximos dias 23, 24 e 25 o projeto Parlamentar por um dia, promovido em parceria com a Escola do Legislativo. O projeto, que já está em sua 10ª edição, tem como objetivo mostrar a importância do poder legislativo estadual e do trabalho dos deputados. O projeto seleciona estudantes de escolas do interior do estado para exercer a atividade parlamentar por um dia.

De acordo com a coordenadora da Escola do Legislativo, Carol Hagenbeck, o objetivo é estimular os estudantes a participar da política. “É um projeto muito bonito em que os alunos participam e olham a política não apenas pelo lado negativo, mas aprendem na prática como são desenvolvidas as atividades parlamentares”, disse a coordenadora.

Por Júnior Ventura com informações da SEED

Foto: SEED

Comentários